sábado, 22 de outubro de 2011

Você ainda vai terminar por roubar
a pouca sanidade que me restou
que tento a todo custo guardar.
Inventando amor, me fazendo sonhar…
Traçando, com o cuidado de um pintor,
os contornos da minha próxima dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário